#CachuRockFestival: um imperdível domingo de natureza, paz e música

No final de 2016, em uma parceria entre o Cena Cerrado e os amigos da Canábicos, surgiu uma nova proposta de evento para o triângulo mineiro. Em meio a grande beleza do cerrado, e banhado por uma das inúmeras cachoeiras do vale do Araguari, o Cachu Rock Festival trouxe a união de tudo que mais amamos em um só lugar: natureza e muita musica.

Sick na última e terceira edição do Festival. / Foto por Moviola Mídia Livre

De lá pra cá, nas suas três primeiras edições, muitas histórias pra contar e vários shows inesquecíveis como: Cao Laru (MEX/FRA), Tagore (PE), PAPISA (SP), Hammerhead Blues (SP), Lista de Lily (DF), Cachalote Fuzz (MG), Suffra Gettes (MG), Maria Augusta (MG), Pulmão Negro (MG), Revolta Blues (MG), Plunk (SP), Vaine (MG), Sick (MG) e muito mais. O prazer de assistir artistas incríveis num lugar de extrema liberade, é o grande diferencial de tudo.

Na próxima edição, mais de 12 atrações mineiras de outros cantos do país invadem os dois palcos do Espaço Queda D'água. E trazemos um pouco de cada pra você conhecer.

JP (BH)

O músico de BH e que atualmente reside em São Paulo, lançou seu primeiro disco, "Submarine Dreams", cantado em inglês, e mistura o indie dos 2000 com a surf music dos anos 60 e o resultado é um som fresco com chiado de vinil, uma atmosfera bucólica sem ser triste, com clima de praia pra gente da cidade e que fala de saudade já de olho no próximo verão.

MDNGHT MDNGHT (DF)

Projeto autoral de Brasília, a MDNGHT MDNGHT busca proporcionar novas experiências aos apreciadores de um som dançante ao progressivo, passando pelo delicioso e peculiar synth pop oitentista. Se apropriando de diversas interpretações de estilos que tangenciam o popular e a vanguarda, convidam o ouvinte a uma breve viagem num explosivo mundo particular.

UGANGA (MG)

Vinte anos de estrada, quatro álbuns de estúdio, um álbum ao vivo e duas turnês européias. Esses números seriam suficientes para creditarmos ao Uganga o título de uma das bandas de thrashcore mais importantes do país. Mas não são por causa de números ou adjetivos que o Uganga está na estrada. A única coisa que importa para esses mineiros é a música. A banda de Araguari prepara seu quinto disco de estúdio e faz o show de lançamento do seu primeiro DVD físico "Manifesto Cerrado", no palco Casarão.

CABRA GUARANÁ (DF)

O Cabra Guaraná é um duo de de Trip hop/Funk/Pop/Psicodelico/Rebolativo/Polêmico de Brasília, formado recentemente pelos músicos da capital federal: Maurício Barcelos e Tynkato (ex-vocalista e guitarrista da Lista de Lily). O projeto traz uma psicodelia dançante com originalidade, com influências de Gorillaz, Nick Murphy fka Chet Faker, Foals e muito funk carioca.

CANÁBICOS (MG)

Entre as bandas do triângulo mineiro, o Canábicos, de Araguari, é certamente uma das mais produtivas e criativas. Formado pelo guitarrista Murcego González e vocalista Clandestino – os dois já haviam tocado juntos na banda Anil – e é completada pelo baixista Pablo Vieira, pelo guitarrista MM e por Mestre Mustafá na bateria. Até aqui o Canábicos lançou três discos em três anos: “La Bomba” (2013), “Reféns da Pátria” (2014) e “Alienígenas” (2015), e no ano passado o disco "Intenso" (2017).

CACHALOTE FUZZ (MG)

Um dos principais nomes da grande e nova leva de bandas mineiras, a Cachalote Fuzz surgiu em 2014, e lançou seu primeiro EP no ano passado, pela Cena Cerrado Discos. "Brazilian Toys" é um passeio de 20 minutos que mostra a força da neopsicodelia, embebedado por várias doses de um rock rural-tropicalista. A banda atualmente prepara um full album e apresenta algumas das novidades no festival.

SNIPER (MG)

Já conhecido na cena independente pelo seu trabalho como Falcão MC e pelo flow mais rápido e forte da região, um dos maiores nomes do rap de Araguari embarca em seu novo projeto, SNIPER.

Ganhador da maioria de batalhas de rima no triângulo mineiro e até na conhecida Liga Nocaute (SP), SNIPER prepara seu novo trabalho, que deve ter lançamento ainda nesse semestre.

DJ SETS

O Palco Cachu e o Palco Casarão não vai ter um momento se quer sem música. Pra isso, o festival traz vários nomes da cena local pra pra deixar todos na segunda feira, com aquela dorzinha nas pernas.

Se apresentarão: Temporal (GiBA), Davi Alves, Arthur Rodrigues, Ageu e KBass.

AQUECIMENTO @OVELHA NEGRA PUB

A equipe do festival aterrissa nesta quinta feira no Ovelha Negra Pub Bar, e promete só sair na madrugada de sábado, com muitos shows, dj sets, sorteio de ingressos e muito mais!

Pra começar, nesta quinta feira (8), pela primeira vez em Uberlândia, os garotos da Components, de Goiânia, prometem quebrar tudo no primeiro show de sua turnê que irá passar pelo sudeste e centro oeste. Quem faz as honras da casa com seu set cheio de psicodelias dançantes, black music e brasilidades, é o Arthur Rodrigues.

Na sexta (9), vai ser o Brasil que de deu certo. Pela primeira vez nos palcos do Cena, o querido JP (BH) volta a nossa querida cidade para apresentar seu aclamado disco, "Submarine Dreams", acompanhado de grande elenco do indie nacional. O ouro da casa é a grande revelação do cerrado mineiro: a Santa Pipe, que faz o show do lançamento do seu EP autointitulado, que foi lançado via Cena Cerrado Discos e midsummer madness.

Com tudo isso, fica fácil falar por que o festival é imperdível né? Mas pra ainda melhorar, tem uma praça de alimentação e um bar de apoio com todas as bebidas pelo um preço acessível. Precisa de mais algo?

INFORMAÇÕES

👉CONVITES: SEGUNDO LOTE: $30 👉PONTOS DE VENDA: 👉UBERLÂNDIA Brechó Beleza Praça Adolfo Fonseca, 118, centro Alfaiataria Rua Barão de Camargos, 614, centro 👉ARAGUARI: Vitrola Ambiente Cultural & Vitrola Tattoo Rua Rui Barbosa, 103, centro. Barbearia Santa Fé Praça Getúlio Vargas, 135, centro.