"Meu pescoço preferia seu batom": Dom Capaz lança seu novo single Defeito


A nova música tem participação de Fernanda Vital e antecipa EP que sai em abril



O som daquela risada. As marcas de travesseiro no rosto quando acorda, o ronco baixo das noites. A vermelhidão daquele batom que deixava manchas em tudo. O toque dos dedos, a rouquidão vigorosa da voz. O gosto da pele, o cheiro dela impregnado nas coisas ao redor.


A lista é longa e familiar: a de heranças das memórias que têm nome. As lembranças de uma história antiga acabam, por assim dizer, nos deixando uma gaveta de sentidos e sensações. De tanto momento bom, viver lembrando do passado se revela um hábito ruim.

É por esses terrenos de recordações sentimentais que permeia o novo single de Dom Capaz, com participação de Fernanda Vital. “Defeito” é a provocação degustativa do EP Terminal, que está previsto para ser lançado nas plataformas em meados de abril deste ano.

Lucas Paiva, vocalista da banda mineira Dom Capaz, traz para mais uma de suas criações a carregada assinatura de melancolia dançante. “Defeito” nos pega em algum lugar íntimo sem aviso, se aproximando com batida oitentista e despreocupada para escancarar gavetas de relações passadas que ainda não morreram. A letra, performada em duo com a música paulista Fernanda Vital, reproduz um revival mútuo dos bons momentos vividos juntos e do que restou.


Numa dança vocal a dois, Lucas e Fernanda desenrolam um desabafo lírico. A performance dos cantores quase se esbarra no formato daqueles instantes em que criamos cenários e vozes, construindo cenas na cabeça movidos por sentimentos antigos. Emoções que moram por debaixo da pele, na primeira camada de fogo, onde a linha é tênue e o controle também.


Memória tem sido um tópico inevitável, uma rotina difícil de contornar na pandemia - nosso lugar-comum em tempos de isolamento. Nos deparamos com um presente repleto de saudosas nostalgias, faltas e uma forte inclinação a repensar os passos que damos pela vida. Com quem andamos, o que temos feito, o que vínhamos construindo para ser. A quarentena nos forçou a olhar ao redor e, na mesma intensidade, para dentro.

O tema lírico do single de Dom Capaz projeta a tendência de um cotidiano que nos tem sido familiar: lembrar do que foi bom a um ponto que o próprio ato de lembrar cansa, machuca e pede para que sigamos caminho.


O pontapé de “Defeito” entoando “dei só um jeito, mas ainda não me cabe”, à essa altura, arrebata primeiro pela sinceridade e identificação. Tem sido impossível achar lugar para as coisas, para nós mesmos, tem sido um esforço diário fazer caber alguma coisa em algum canto lógico e (mais ou menos) confortável. Damos sim um jeito, mas ainda assim algo falta.


Do distanciamento social ao imaginário dos afetos. De nós, viventes de uma quarentena eterna, à teimosa mania de reviver o bom e o ruim dos amores: seguimos dando um jeito, seguimos não nos cabendo.


O single, assim como o EP por vir, marca uma nova fase da banda. Os mineiros já contam com quatro trabalhos lançados pro mundo: o EP Meio Tanto de Atenção, de 2009; o single “Repetir”, de 2011; o álbum Cadeira Vazia, de 2017; e o EP Janela, divulgado no ano passado.


Confira agora “Defeito”, o novo trabalho de Dom Capaz com a participação de Fernanda Vital:










Ficha Técnica:


Voz, guitarras e synth - Lucas Paiva

Voz - Fernanda Vital

Bateria - João Guerra

Guitarra - Zé Guilherme

Baixo - Eddie Shumway

Mixagem e masterização - Lucas Paiva

Produção musical - Lucas Paiva

Produção executiva - Eddie Shumway

Gravação - Bloco Estúdio