#COLUNAS/ENTRE NÓS: Boca de Cena no Teatro Municipal

Primeira semana do festival reúne música, dança e teatro em Uberlândia

Espetáculo "NEMPALAVRASNEMCOISAS (UMRIO)" Foto: Marco Crepaldi (Secom/PMU)

Um toque de cultura e originalidade para encerrar o feriado desta quinta-feira (12). Quem passou pelo Teatro Municipal no terceiro dia do festival Boca de Cena, levou para casa um pouco da história de amor, sarcasmo e ironia de Priscilla Bello, residente em Uberlândia, e o argentino Joaquim Tato. Os dois formam o grupo Parientes do Mar, que apresentou o espetáculo "NEMPALAVRASNEMCOISAS (UMRIO)".

Inspirado em momentos da história do próprio casal, o espetáculo é dividido em quatro atos, com performances que dialogam com o público e permitem que várias pessoas interpretem e se identifiquem de alguma maneira. Contar o amor de uma forma diferente. A trilha sonora ainda inclui grandes artistas brasileiros, como Elza Soares e Cartola. Para o artista Joaquim Tato, a apresentação vai além de um resgate ao passado.

"A Priscilla morava comigo em Buenos Aires e essa coisa de morar fora sempre foi muito forte entre nós. Certo dia, estávamos no rio e perguntei-lhe qual era o seu ideal, objetivo, e falamos em fazer isso, sobre aquilo que queríamos, que permitisse essa liberdade e que poderia se tornar realidade. Escrevemos o projeto e depois de um ano de trabalho, estreamos em Buenos Aires. Depois estivemos em outros lugares, passamos por Barcelona, na Espanha, e hoje em Uberlândia. A obra surge do mesmo jeito que contamos e permite várias interpretações em meio a essa assiduidade de tempo e situações", conta.

Pela primeira vez no Teatro Municipal, o casal se surpreendeu com a estrutura que encontrou. "Me senti muito privilegiada. Era um lugar que não conhecia e estou impressionada e feliz de ter um espaço como esse na nossa cidade, que funciona tão bem, com a estrutura e a equipe com toda essa assistência que recebemos", destacou Priscilla.

Balanço da semana

Espetáculo "Multiverso" Foto: Cleiton Borges (Secom/PMU)

O espetáculo do grupo Parientes do Mar encerra o festival do projeto Boca de Cena esta semana, que contou com um tributo a Luiz Gonzaga, do Coral Praiano, a dança urbana do grupo GEDU, o show de blues da banda Black Jack 21 e a apresentação "Multiverso", da Refração Cia. de Dança. Realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, o evento continua com outras atrações nos dias 18 e 19 deste mês.

"Acredito que nós como secretaria conseguimos proporcionar aquilo que é a intenção do projeto. Tivemos uma diversidade de espetáculos e com certeza quem veio conseguiu ver de perto o que é produzido aqui, de várias formas, com teatro, música, dança de salão, urbana, contemporânea, o coral, e na semana que vem com outras atrações que ainda passarão pelo Teatro Municipal", adiantou a organizadora Cida Perfeito.