#LANÇAMENTO: Nasce "Plush", o primeiro disco dos Lava Divers

July 27, 2017

 

Num reino não muito distante, chamado Uberlândia, aconteceu um evento a um tempo atrás, o primeiro Cena Cerrado Fest. Nele tocaram várias bandas, e do palco, vi quatro malucos assistindo os shows com uma vontade nos olhos: uma banda nova, os Lava Divers. 

 

Então, cheguei no Glauco (baixo),  por saber que seria uma boa pessoa (avaliação pela camiseta do Fugazi que ele vestia), e falei: "Pô bicho, todas as bandas já tocaram, temos um tempinho ainda, tão afim de fazer um som também não?". Animaram na hora.

Foto por Moviola Mídia Livre / Divulgação*

 

Tocaram umas três faixas, de repente um maluco entra no palco, empurra Joe Porto (vocal/guitarras) com uma arma na mão e diz: "Acabem com esse barulho agora!". O sujeito em questão era um policial fora de trabalho, que estava se sentindo incomodado com o "barulho" e com a arma na mão se sentia todo feroz. Naquela hora entendi que os Lava Divers voariam alto.

 

Desde então foram mais de 100 shows pelas principais casas de shows e os maiores festivais de música independente do país.

 

No fim do ano passado, gravaram o primeiro album cheio, intitulado “Plush”, gravado e mixado no estúdio Rocklab, em Goiânia, onde a banda ficou por uma semana.

 

Capa do album Plush (2017) foto por Moviola Mídia Livre / Edição: João Paulo Pesce

 

O disco teve como engenheiro de gravação o MQN Gustavo Vazquez, que além de ter produzido discos de nomes como Macaco Bong, Violins e Black Drawing Chalks, também já havia trabalhado com a banda no seu EP de estréia, em 2014.

 

Ouça pelo Spotify:

 

 Plush, que tem lançamento pelo selo Midsummer Madness, traz 11 músicas inéditas da Lava Divers. Todas compostas pela banda, as canções trazem a sonoridade característica da banda: indie rock com um pézinho no grunge, no britpop, no som característico do college radio americano. Tudo isso feito com muitas guitarras, baixo pulsante e bateria ritmada, o que resulta em melodias simples e cativantes, que grudam na cabeça como chiclete, mas com altas doses de microfonia.

 

 

O disco é de 2017 mas bem que podia ser de 1992.
 

 

Assista também o single "Tearsfall", segunda faixa do disco que teve clipe produzido pelo guitarrista Eddie Shumway, e que saiu como single do disco:

 

 

GO DIVERS!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload